Ai

Eu vou falar bem baixo, espero que ele não me ouça. Mas como ele me dói às vezes. E não é uma dor ruim, sofrida, é uma dor de felicidade extrema que eu achei que nunca iria viver. É uma dor que assusta de tão boa. É como a dor de fazer um piercing, uma tatuagem, só que você sente aquela dor, aquela alegria e aquele prazer o tempo todo. Você se sente mais bonito porque é uma dor boa de sentir. Me dói essa vontade de querê-lo para sempre, logo. Esse medo de fazer tudo errado e estragar o que poder ser certo pra sempre. Esse medo de achar que o certo é o errado e estragar nosso futuro. Que medo eu sinto de que isso passe e a gente nem perceba.

Eu me assusto com esse sentir todo que é tão bonito e que vem de mim, que não sou nada bonita por dentro. Me assusta o modo como quero cuidar dele, mesmo que seja eu quem precisa de cuidados. Ai que medo eu sinto de perdê-lo, de me perder de mim, mas afinal quem sou eu de verdade? Aquela cinza antes dele ou essa toda colorida depois dele? Me diz, alguém, quem eu sou afinal? Que felicidade e paz são essas que me invadem mesmo nos dias em que tudo parece dar errado, e mesmo diante do silêncio dele escancarado, a lembrança do sorriso e do tempo ao lado dele que passa tão rápido, me acalmam o coração: Nessas horas lembre-se que eu te amo, foi o que ele me recomendou. Remédio. Cura. Exceção. Esse amor dosado, que eu finjo ter escolhido, esse amor que é de verdade, que não é inventado, que me reinventa, que é minha verdade mais contraditória, que é a dor que mais me faz feliz. Esse amor que eu sinto que é a coisa que eu mais gosto em mim. Ai esse amor que me tira as palavras, que me enche de silêncios doces, que me encanta e que me deixa encantada. Ai esse amor, ai de mim. Ai que dor boa de sentir, o peito apertado o amor querendo sair... Ai, eu suspiro baixinho ...

Luana Gabriela
08/2010

9 marginálias:

  1. Ai! Suspirei.

    Amor é coisa boa de sentir mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, amor é bom de sentir, desfrutar, aproveitar, ainda mais início de amor, a gente se perde em tantos sentimentos que por nem lembra mais como é viver sem sentimento tão anestesiante (:

    ResponderExcluir
  3. Loucas que somos precisamos de desculpas pra tudo.
    Principalmente para amar.

    Beijo Lua!

    ResponderExcluir
  4. Lindo Luana, nem tenho palavras.

    ResponderExcluir
  5. ai menina, eu sinto isso tudo tbem, é engraçado que em tempo de calmaria deveriamos relaxar né!
    beijo!

    ResponderExcluir
  6. eu também suspirei e descobri que era isso que eu precisava ler hoje, obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Adorei esse seu texto. To com essa dor agorinha. Meninna vc tá lendo minha alma ou estamos no mesmo momento sentimental?!
    só sei que gostei demais.
    bjoo

    ResponderExcluir
  8. Quanta sensibilidade!

    "Por isso meu amor não tenha medo de sofrer que todos os caminhos me levam até você." (Nana Caymmi).

    *Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Faltou açúcar? Quer um verso de creme?

<< >>