Entre aspas I

"Acho que te devo um pedido de desculpas. É que nem eu mesmo gosto muito de mim, e fico meio assustado quando alguém me diz que consegue isso. É que você parecia minha amiga, só minha amiga. Você fala como uma amiga. Me cumprimenta como amiga. Me telefona e me convida para cinemas como uma amiga. Seu riso é de amiga. O seu abraço é de amiga. Mas eu devia ter desconfiado, seus cabelos sempre tiveram cheiro de namorada. Existe algo errado numa amizade quando o resto do mundo parece chato e nós os únicos legais."


Gabito Nunes em Atos Falhos

2 marginálias:

  1. Ok, essas aspas me pegaram. Alguém traduziu tudo que tá se passando aqui.

    ResponderExcluir

Faltou açúcar? Quer um verso de creme?

<< >>